31.10.08

Delicadeza de vó

A avó fez aniversário ante-ante-ontem. Teve bolo de nuvem, festa no céu e coração quentinho aqui na Terra. Pra neta que tá longe ela mandou neve, assim, no meio de Outubro! Esse segredo é apenas delas, só delas.

Ela andou pela rua a noite, enquanto as pessoas se sorriam maravilhadas, intrigadas, interagindo. Pessoas que nunca se olham, nunca se vêem, jamais se percebem. Só por causa da neve caindo.

O frio vinha molhado do céu azul-escuro. É neve?! É!!!! Tá nevando. A neta saiu por aí. Andando e recebendo os carinhos da vó, neste ano versão flocos gelados. E cada neve na bochecha era um beijo dela. E cada gelo no cabelo era um cafuné.

A neta chegou na casa dos amigos. Abriram um vinho, brindaram a vida. Ela brindou em silêncio a avó. Os telhados das casas branquiiiiiiinhos, a rua branquiiiiiinha, os carros cheios de gelo. Agora ela estava quentinha.

A neve caía lá fora. Outra garrafa de vinho. A vida faz sentido.

Delicadeza de vó, sempre dá jeito de dar um colinho.

SAT NAM ;)

saudade...

Um comentário:

menina_gi disse...

Querida

Me apaixonei por esse texto. Grande delicadeza. Saudade, lembranças...

um beijinho doce pra ti

;p

que bom que voltou para ficar!!
Viva