7.8.09

Arte de perder o controle

"Eu sei que uma rede invisível irá me salvar. O impossível me espera do lado de lá. Eu salto pro alto eu vou em frente de volta pro presente..."

All star desamarrado. Sujo. Surraaaaado. Cabelo despenteado. Faz que é desencanado. Telefone desligado. Deixa pra lá. A arte de se descontrolar. 6 garrafas de vinho. Olhe antes de atravessar. Reze pro anjo da guarda e guarde o juízo na terceira gaveta, dentro do passaporte. Os amigos do lado esquerdo do peito e o celular sempre a mão, para contactá-los em emergências de gargalhadas ou lágrimas. Relacionadas. Ou nadas. Chega de fazer sentido. Basta de deixar claro. Desliga o senso comum e recicla o consciente e o inconsciente coletivo. Tá na hora do precesso histórico fazer um update do software. Where? Every-fucking-where. A vida não sabe errar. A Primavera sempre vai chegar e ainda assim da medo do inverno. Do inferno. Da mooooooorte. Sorte. Corte. Tudo pela metade. Desfazendo o budget das nóias sobra muito mais pra vontade. A vida que não sabe errar. Não sabe errar. Não sabe fucking errar. A chave que encaixa na fechadura, o controle remoooooooooto. Tão longe que tá, esqueceu de controlar. What should I care? Why should I take responsibilty? I won't. So don't. Don't come back to me with the same old shit. Bring me some news. Stop recycling fears. Stop re-using problems. Heal yourself and you heal a whole part of the world. With words, who knows. Just please: "circunda-te de rosas, ama, bebe e cala. O mais, é nada". E o Fernandinho (não o da bonita camisa, o Pessoa) já dizia isso, mesmo sem sonhar com o breakdown de 2012. Pra que juntar, guardar, economizar, salvar? Salve-se quem puder. Agora. Ontem já passou há um milhão de anos e jajá maybe não exista. 

Descontrolado. Descolado. Desequilibrado. Ao quadrado. Tudojuntomixturado. De lado. Pirado. Surtado. Eu sei que uma rede invisível irá me salvar. A vida está na entrega. Liberte-se do hábito de controlar. Respira fundo. Mais. Mais. Mais. Vai. Perder o controle é uma arte, a arte de se jogar.

Unfasten your seat belts. Close your umbrellas. Do not mind the gap. And let's go. Staff log: please sing when you are here.

Poesia.

Pois é e Sat Nam ;)

Um comentário:

gabriel disse...

eh isso ae prima. a vida eh curta d+ pra ficar no "talvez" ou no "sera q da?". Assim q eu tiver um tempo aqui vou tomar um cha ae contigo. Bjo